Artes Visuais: Serigrafia de máscaras espontâneas

ilena-hochmann-ana-vitóriamussi-evany-cardoso-serigrafia-parque-lave
Imagem linda esta, só não sei quem registrou. Será que foi o Guarin?

Parque Lage, Escola de Artes Visuais, Núcleo Integrado de Gravura. A exposição foi Matrizes de Registros III na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Esta foi uma das turmas cheias de entusiasmo pelo novo campo de possibilidades da serigrafia.

Alguns de nós continuamos incorporando superfícies impressas digitalmente com as máscaras de serigrafia superpostas ou outras linguagens gráficas, mas em todos certamente a marca destes anos instigantes está “registrada”.

Neste ano de 2015 inaugura uma retrospectiva de Ana Vitória Mussi no Paço Imperial. Sem dúvida, um dos grandes nomes das Artes Visuais brasileiras. Transcrevo para vocês o texto de Evany Cardoso sobre a exposição da UFSC, artista, orientadora da oficina de serigrafia naquele momento.

“Os oito artistas são ligados ao Núcleo de Gravura da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro. Mostram suas serigrafias feitas com máscaras espontâneas de diversos materiais, sequencialmente e não repetitivamente, em variações de um mesmo tema, fazendo múltiplas permutas de cores, formas e texturas, cada qual em sua singularidade.”

Hoje esse Projeto Permutacional* iniciado por Dionísio del Santo está presente na obra de vários artistas contemporâneos.

*Reynaldo Roels.Jr do livro Crítica Reunida, de sua autoria.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *